You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Conheça nossa
linha de Azeitonas


Lançamento!
Conheça a qualidade
da aveia da fazenda.

Novidade!
Mel direto da
nossa fazenda!

Chegou!
Nossas deliciosas
geleias de frutas!

Geleias Don Doce!
Nossa receita
exclusiva!

50

Portifólio com mais
de 50 produtos

20

Distribuição nacional
presente em mais de 20 estados

400

Capacidade produtiva
400 toneladas por mês

25

Lançamentos programados até agora
para o 2020/2021

Curiosidades

O doce de leite é uma parte muito importante da culinária sul-americana. Até hoje não se sabe onde o doce surgiu: se de fato foi na Argentina, Uruguai ou Chile, este último com relatos e documentos que datam de 1610.

A história que é contada de 1829 é que, durante uma reunião na casa do político Juan Manuel de Rosas, em Buenos Aires, uma de suas criadas estava preparando leite com açúcar quando alguém bateu em sua porta, fazendo com deixasse o leite no fogo. Quando retornou à cozinha, percebeu que o leite estava escuro e com uma consistência diferente. Ele provou e gostou da sua criação.

No Brasil adquiriu-se o hábito de comer doce de leite, fazendo com que houvesse eventos e festas em todo o território. Em 2014, durante uma dessas festas, houve um doce de leite produzido que pesava impressionantes 507kg! O doce ficou registrado como o maior já produzido e foi distribuído durante o evento.

A origem do doce é brasileira, porém 3 estados disputam sua autoria: Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Pode ser apresentada de 3 maneiras diferentes: Como compota, com coco ralado, cravo e canela; em cubinhos mergulhados em calda de especiarias; ou em cubinhos envoltos em açúcar cristal. O que sabemos é que o doce é uma delícia e apesar de ser típico das festas juninas é apreciado o ano inteiro.

Outro formato que também desperta paixões é aquele em formato de coração, que tem uma história bastante peculiar e interessante.

Em formato de coração

Contam os descendentes de Eslovacos e de saxões que um rapazinho ruivo e sardento, de pele muito branca, arranjara uma namoradinha. Sabendo que ela gostava muito das compotas da venda do português, o ruivo importado decidira pedir para sua mãe, uma holandesa encorpada e alta para preparar-lhe um doce de abóbora. A dona o fez, mas ficou pastoso e com cara de geleia. O ruivinho, rapagão esperto, inventou de dar susto no doce. Não deu outra: o doce ficou com susto e empedrou. Ele moldou corações, era presente para a namorada. E assim o ruivo presenteou sua pretendente com uma das iguarias mais conhecidas no recôncavo interiorano.

A goiabada surgiu no Brasil quando foi usada pelos colonos portugueses como substituto para produzir a marmelada.

Como a marmelada, a goiabada é feita com uma consistência bastante firme, composto por goiaba, água e açúcar. A forma artesanal é normalmente apresentada em caixas de madeira e possui o formato de um tijolo que pode pesar até 30 quilos, mas também pode ser feita em forma de geléia. A forma industrializada vem em latas redondas.

Acompanhada de queijo, em especial o queijo minas, forma o Romeu e Julieta, tradicional sobremesa brasileira. A maior parte da produção de goiaba e goiabada do Brasil se encontra no estado de São Paulo, sendo a Predilecta a maior processadora do fruto.

Essência tradicional

Nosso DNA é colonial, com produtos direto da fazenda.

Frutas selecionadas

Frutas do campo com a melhor qualidade

Receitas de família

Receitas do berço da família direto para sua casa.

Comentários dos nosso consumidores

Cadastre-se

Fique por dentro
das novidades

Novas receitas